O Chef

[O Chef][bleft]

Onde Ficar

[Onde Ficar][threecolumns]

Últimas Notícias

[Notícias][bsummary]

Odoyá minha mãe, Como é bom te encontrar

É maré que vai, É maré que vem. No Circuito de Restaurantes do Pelourinho, o Restaurante Odoyá é o lugar do encontro, já que o seu nome é a própria saudação do encontro com a Deusa do Mar, Odoyá minha Mãe Yemanjá.
.                                                                               Fotos: Gabriela Simões


Por: Miguel Brusell

A Deusa da criação, a energia geradora, manifesta nas águas salgadas. O Restaurante Odoyá, respeitosamente, pede licença à Mãe das Águas para ser o local de encontro de uma cozinha farta de peixes e frutos do mar. Odoyá Minha Mãe que rege todas as substâncias que se encontram no fundo dos mares.

O Restaurante Odoyá, também, é um local para se encontrar harmonia entre casais, amigos e namorados já que o cardápio tem diversas opções, além dos frutos do mar e da tradicional culinária baiana, com suas moquecas, vatapás e pirões. Muitas são as opções de carnes tais como filés, picanhas argentinas e até o Chester.

Assim, no Odoyá você vai encontrar uma estrutura que atende muito bem a grupos, com o Chef Alexandro Santos no comando da bela cozinha aquário, que fica à vista do cliente. No seu espaço, o Chef comanda uma cozinha autoral, com forte toque regional, mas capaz de atender todos os requisitos da exigente culinária internacional.

Sugestão do Chef

Para o Comida da Bahia, o Chef Alexandro sugeriu de entrada o couvert baiano, que é composto de pequenos acarajés e abarás, com todos os acompanhamentos que a famosa iguaria baiana tem direito. Para a refeição, o Comida da Bahia foi de encontro ao Camarão Tropical, gratinado, com molho branco, servido no abacaxi.


Segundo o chef, Alexandre é um prato perfeito para o Verão Baiano. "É um prato para quem vai encontrar o calorão do Verão Baiano. Refogamos o camarão com azeite de oliva e abacaxi em cubinhos, depois acrescentamos molho branco e servimos no próprio abacaxi, coberto com queijo parmesão, gratinado no forno e finalizado com maçarico de cozinha", descreve.


Para harmonizar com o Camarão Tropical, o Chef indicou o Branco Chileno com uvas das castas Sauvignon Blanc e Chardonay, Paso. Para sobremesa, o Chef sugeriu a Adis Abeba uma espécie de Mussi de chocolate com biscoito, desenvolvido na própria casa, que foi batizado com o nome da capital da Etiópia.


Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Sua opinião é muito importante para nós.


Degustei

[Degustei][grids]