O Chef

[O Chef][bleft]

Onde Ficar

[Onde Ficar][threecolumns]

Últimas Notícias

[Notícias][bsummary]

Enoturismo no Vale do São Francisco

A CataEventos está organizando uma excursão entre os dias 5 e 7 de agosto, para Petrolina, em Pernambuco, para as vinícolas do Vale do Rio São Francisco.


Por: Miguel Brusell

É uma oportunidade para conhecer o processo de fabricação do vinho, uma bebida “inventada” há mais de sete mil anos e que, a partir dos anos 90, teve o consumo considerado benéfico para a saúde em diversos estudos científicos.

Com saída em uma sexta à noite, a excursão tem chegada às seis horas da manhã do sábado, com check in no JB Hotel seguido de café da manhã e início das visitas às 8 horas. A primeira será para a Vinícola Ouro Verde, tendo visita ao parreiral, ao processo de elaboração e degustação. Em seguida acontece o passeio no lago de Sobradinho, com parada para banho e almoço.

A parte da tarde será reservada para visita ao Setor de Enologia da Universidade de Petrolina. O domingo começa cedo, às 7 horas com café da manhã seguido de visita à Vinícola Rio Sol, em Lagoa Grande, Pernambuco, onde acontece o almoço. À tarde, acontece passeio a Universidade de Petrolina e a Ceasa de Juazeiro, tendo, em seguida, o retorno para Salvador.

A história e os benefícios do vinho

A história do vinho está ligada à história do homem. Há indícios de que a bebida tenha mais de 7 mil anos. Não se pode apontar a época em que o vinho foi inventado do mesmo modo que não sabemos quem foi o inventor da roda. Uma pedra que rola é um tipo de roda; um cacho de uvas caído, potencialmente, torna-se, um tipo de vinho.

O vinho não teve que esperar para ser inventado: ele estava lá, onde quer que uvas fossem colhidas e armazenadas em um recipiente que pudesse reter seu suco.

Os benefícios do consumo do vinho, atualmente, são inqüestionáveis e é considerável número de estudos sobre o tema. Nos Estados Unidos o consumo do vinho tinto teve um incremento a partir dos anos 90, com reportagens sobre o paradoxo francês, povo com pouca incidência de doença coronária, apesar do tradicional alto consumo de gordura saturada em sua dieta.

Epidemiologistas suspeitam que isso seja devido ao alto consumo de vinhos na França, porém, tal teoria, ainda não está comprovada pela ciência. Estudos relacionando o consumo de vinhos e risco de doenças cardíacas têm descoberto que pessoas que nunca bebem vinho e os que bebem muito têm risco mais elevado, enquanto os que consomem vinho moderadamente têm risco menor.

Estudos também descobriram que o consumo moderado de outras bebidas alcoólicas poderia oferecer proteção ao coração, porém esse efeito protetivo é maior com os vinhos. Entres os tipos de vinhos, segundo os estudos, o tinto oferece mais benefícios à saúde do que o branco, incluindo proteção contra câncer. Pesquisadores suspeitam que isso seja devido ao fato de o vinho tinto conter mais polifenois do que o branco.

Um elemento químico no vinho tinto chamado resveratrol tem mostrado, em estudos com animais, possuir efeito de proteção cardíaca e química. O resveratrol é produzido naturalmente na casca da uva em resposta a infecção de fungos, incluindo a exposição à levedura durante a fermentação. Uma vez que o vinho branco tem contato mínimo com a casca das uvas durante esse processo, ele geralmente contém menores níveis desse químico. Outros compostos benéficos à saúde encontrados no vinho incluem outros polifenois, antioxidantes e flavonóides.

Vinhos tintos tem mostrado possuir os maiores níveis de procianidinas, que são compostos na semente da uva suspeitos de ser responsáveis por benefícios do vinho tinto ao coração. Os vinhos tintos têm entre 2 a 4 vezes mais procianidinas que os outros vinhos.

Investimento: 2x R$ 290,00 c/ cheques

Informações: (71) 9132-5692/8724-7231
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Sua opinião é muito importante para nós.


Degustei

[Degustei][grids]