O Chef

[O Chef][bleft]

Onde Ficar

[Onde Ficar][threecolumns]

Últimas Notícias

[Notícias][bsummary]

O Restaurante Amado oferece alta gastronomia e História

Quem frequenta o Restaurante Amado, localizado na Contorno, no Comércio, pode experimentar alta gastronomia e entrar em num cenário de uma história de Jorge Amado.
.                                                                                       Imagens: Gabriella Simões

Reportagem: Miguel Brusell

Quem frequenta o Restaurante Amado, de propriedade do Chef de cozinha, Edinho Rangel, localizado na Avenida Lafayete Coutinho, também conhecida como Contorno, no Comércio, pode experimentar alta gastronomia e entrar em num cenário de uma história de Jorge Amado. O restaurante fica instalado em um trapiche a beira-mar que no passado serviu como um armazem.

A localização e descrição bate direitinho com o trapiche abandonado, no Bairro do Comércio, que no passado serviu como um armazem de produtos que chegavam pelo mar, depois ficou abandonado sujo, infestado de ratos para ser frequentado, inicialmente, pela marginália, e depois como refúgiu para os Capitães da Areia.

Ainda hoje, em uma noite sob luar, é possivel sentir a calma das crianças dormindo e ouvir o mar batendo nas pedras dos alicerces. Deste trapiche saíram inumeros veleiros carregados para a aventura das travessias maritimas. Aqui vinham encher os porões e atracavam numa ponte de tábuas, que hoje não existe mais.

Antigamente diante do trapiche se estendia o mistério do mar-oceano, as noites diante dele eram um verde-escuro, quase negras, daquela cor misteriosa que é a cor do mar à noite. Atualmente, de frente para o mesmo cenário, é possível degustar o Cardápio do Amado que oferece uma cozinha conteporâne, com alma brasileira que utiliza ingredientes de alta qualidade e técnicas precisas.

Se Pedro Bala, o líder dos Capitães de Areia; Dora, a maizona de todos; Volta Seca, Professor, Gato, Boa-Vida, Sem-Pernas, João Grande, Querido-de-Deus, Caboclo Raimundo, Barandão, Almiro, Pirulito e Zé Fuinha voltassem ao trapiche para mais uma noite de sono, antes de dormir poderiam desfrutar do cardápio assinado pelo Chef Edinho, que também é proprietário do Restaurante Manacá, na Praia de Camboriú, no Litoral Norte de São Paulo.

Dividido entre as duas casas, o Chef Edinho tem o Cher Valdir Araújo comobraço direito e responsável pelo movimento diário da cozinha. Tendo o Chef Luís Barbosa como primeiro mestre, o chef Valdir já trabalhou em restaurantes como Trapiche Adelaide, entre outros.

A sugestão do Chef

Para o Comida da Bahia, o Chef Valdir sugeriu uma Pescada Amarela disposta em cima de uma camada de carurú, coberta com castanha de cajú, acompanhada com arroz selvagem e uma codorna recheada comtempero de ervas aromáticas, molho de jabuticaba acompanhada com um salteado e mandioquinha e espinafre.
Para hormonizar, o sommelier Edson aconselhou um vinho branco feito com uma uva chardonay, mas, na contra mão do indicado, o Comida da Bahia não resistiu a tentação de experimetar um Vinho Chileno Reserv, feito com a uva Malbec, o Viu Manent. 



Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Sua opinião é muito importante para nós.


Degustei

[Degustei][grids]